Blog do Avallone

Cruzeiro, campeão com categoria.Corinthians,não dava…

Roberto Avallone

O Cruzeiro pode ser chamado de campeão da Copa do Brasil 2018,de bicampeão da Copa do Brasil, pois ganhou também em 2017, ou de hexa campeão, pois por seis(6!) vezes venceu essa competição. Por favor, faça a sua escolha. O nome é seu.

De quebra, só pela conquista, o Cruzeiro ganhará 50 milhões de reais de prêmio. Para as suas limitações técnicas atuais, como vice-campeão, o Corinthians foi até longe demais e será premiado com a nada desprezível quantia de 20 milhões de reais. Agora, é lutar para se afastar de qualquer perigo da zona da degola- o que, acredito, não irá acontecer e a equipe não chegará a tal ponto.

Quanto jogo decisivo em si,Cruzeiro 2, Corinthians 1,é preciso dizer que no primeiro tempo o Cruzeiro controlou bem a partida, fez o gol(Robinho, no rebote de um chute na trave desferido por Barcos) e ainda jogou outra bola na trave corintiana, em cabeçada de Dede´. O Corinthians teve uma única oportunidade, em cabeçada de Henrique, depois da falta cobrada por Jadson.

Na etapa final, no entanto um lance polêmico modificou a partida;Thiago Neves encostou em Ralf, dentro da área, mas não sei se com força suficiente para derrubá-lo. O juiz consultou o VAR e confirmou o pênalti,convertido em gol por Jadson. 1 a 1.( Detalhe: respeito a opinião de Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da Globo, que afirmou que não marcaria essa penalidade máxima).

O gol de empate incendiou o ânimo da torcida e, mais base do entusiasmo, o Corintians foi mais à frente do que costuma. Até fez o segundo gol- que não valeu- em chute magnífico de Pedrinho. Mas , de novo consultando  VAR, o juiz não validou o gol. E teve razão:Jadsn cometeu falta em Dedé, dentro da área.

O Cruzeiro recuou, deixou apenas Raniel e Arrascaeta(que entraram no segundo tempo) e, no contra-ataque, marcou o gol da vitória: Arrascaeta foi lançado pr Raniel, na esquerda do ataque, dominou  a bola, avançou e arrematou cm muita categoria, vencendo  goleiro Cássio. Cruzeiro, 2 a  1.

Depois, foi só administrar a partida. O Cruzeiro tem um belo time, um ótimo elenco e um treinador(Mano Menezes) com muita experiência. O Corinthians tem entusiasmo, uma torcida fiel e apaixonada- e, pena, tem também um dos piores ataques de seus ultimos tempos.

Não dava mesmo para ambicionar mais.