Blog do Avallone

Majestoso: show do São Paulo. E o adeus de Rodriguinho

Roberto Avallone

No Majestoso, tradicional clássico dos arquirrivais São Paulo e Corinthians, o tricolor foi melhor o tempo inteiro, deu um show de bola na etapa final,venceu por 3 a 1.E isso para um grande público preente ao Morumbi, 58.264 pagantes, com renda superior a 2 milhões de reais.

Nem tanto pelo primeiro tempo, embora o São Paulo já tenha sido melhor do que o Corinthians(mesmo assim Jonathas desperdiçou a grande chance de gol dessa etapa), por ter tomado a iniciativa do jogo e buscado o ataque, obtendo mais finalizações; muito mais, no entanto pelo segundo tempo, quando o tricolor usou seu vasto repertório de jogadas e chegou a estabelcer 3 a 0, com o Corinthians só diminuindo no finalzinho, Jonathas foi o autor do gol.

Seguro em sua defesa, com o ataque guiado pela experiência e habilidade de Nenê e Diego Souza, o São Paulo arrasou o adversário.No primeiro gol, marcado por Anderson Martins, de cabeça, o que se viu foi um escanteio primorosamente cobrado por Nenê; no segundo gol, Reinaldo driblou Cássio e chutou conta zaga corintiana, sendo que, no rebote, deu um chute de efeito para marcar;no terceiro gol, então, houve a falha do goleiro Cássio, que não conseguiu defender chute de Reinaldo da entrada da área.

Foi o prêmio ao melhor do clássico.E com essa vitória, o São Paulo chega aos 29 pontos, só um atrás do líder Flamengo( que venceu o Botafogo , 2 a 0,e tem 30 pontos), tornando empolgante a disputa pela liderança do Campeonato Brasileiro.

2- Não bastasse a derrota para o São Paulo, o Corinthians inha outro motivo muito sério para chatear a sua torcida: a venda de Rodriguinho, um dos pilares do time, para o egipcio Pyramids( o mesmo para onde foi Keno)o que, na minha opinião, significará grande desfalque para a equipe.

O Corinthians até que comprou jogadores- nenhum deles muito badalado-,mas, creio, isso não será suficiente para evitar o novo tipo de desmanche que afeta a eqipe: além de Rodriguinho, o Corinthians já perdeu Balbuena, Sidcley, Maycon e o técnico que ganhou quase tudo que disputou(levou o Brasileirão de 2017 e os Paulistas de 2017 e 2018).

Agora, recomeçar é preciso.E nãoé fácil, convenhamos.

.