Blog do Avallone

Palmeiras, a felicidade bateu à porta

Roberto Avallone

Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

1- Foi um dia incrível. Para não ser esquecido. Para comemorar com tarantella. Pois à noite, em plena Arena do Grêmio, em Porto Alegre, fazendo um jogo quase perfeito- no mínimo, a sua melhor partida até agora no Campeonato Brasileiro-, o Palmeiras venceu o anfitrião por 2 a 0,dois gols de Willian, que, de quebra, ainda chutou uma bola na trave esquerda gremista e outra no travessão.

Foi um jogaço! O Grêmio até jogou bem, mas o Palmeiras muito melhor: em dia de superação, a defesa palmeirense mais parecia um paredão, tanto pelos lados com os laterais Marcos Rocha e Victor Luís, como na zaga central, onde Luan, pela direita e Thiago Martins pela esquerda, ah, tudo se tornava imbatível.

E seguia assim pelo meio-campo com, Felipe Melo muito seguro, Bruno Henrique exibindo a boa técnica e Moisés firme no comando, marcando e atacando. Ia em frente o Palmeiras também no ataque, com Hyoran se dividindo entre armador e jogador ofensivo, liberando Willian- o melhor do time- e Dudu, com atuação surpreendente.

Não podia dar outra: o Palmeiras venceu o forte Grêmio, convenceu e saltou para o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, com 17 pontos e 7 no saldo de gols. De repente, em duas partidas- as vitórias contra São Paulo e Grêmio- apagaram-se as desconfianças, digamos, de dez dias atrás, quando das derrotas para o Sport e o Cruzeiro.

O Palmeiras voltou a ser Palmeiras.

Foto: Divulgação

2- A felicidade mencionada, no entanto, começou à tarde. Mais especificamente na grande Madri, com Real Madrid e Palmeiras disputando o título de Campeão Mundial de clubes na categoria Sub- 17. No primeiro tempo, o Palmeiras deu um baile no Real, estabelecendo 3 a 0, com gols de Gabriel Silva, Verón e Fabricio, perdendo ainda algumas chances contra o quase nenhum perigo oferecido pelos espanhóis.

E no segundo tempo. O Real marcou dois gols, mas levou outro do Palmeiras, anotado por Luan Cândido, compondo o placar final- Palmeiras 4, Real Madrid 2. Palmeiras, campeão mundial na categoria Sub-17. Campeão invicto, marcando durante a campanha 29 gols e sofrendo apenas 7, tendo, ainda, o artilheiro da competição, Gabriel Verón, com 9 gols. Ah, e de quebra, Verón foi considerado o melhor jogador da competição.

Palmeiras, que dia feliz!