Blog do Avallone

O poderoso Borja, como num passe de mágica

Roberto Avallone

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Pode ainda ser muito cedo para uma constatação. Mas, convenhamos, o que Borja fez no jogo contra o Bahia e os três gols por ele marcados diante do Junior Barranquilla, ah, simplesmente isso modificou opiniões e transformou o jogador de contestado a merecedor das honras de melhor campo.

Como num passe de mágica.

Já vi outros casos assim, mas são raros, muito raros:o fato é que Borja faz lamentar sua ausência por um tempo no Palmeiras(neste sábado, foi seu ''até logo'' até sua volta da Seleção da Colômbia e da Copa do Mundo), sendo visto como o sonhado artilheiro capaz e eficiente, goleador do time na temporada, com 15 gols em 23  partidas disputadas.

Esperemos um pouco, pelo menos mais um pouco,para sabermos se Borja recuperou mesmo sua boa fase ou que os bons momentos vividos por ele foram apenas lampejos. Creio, no entanto, que dotado deautoconfiança e em novo estilo de jogo,mais dentro da área(méritos, no caso, do técnico Roger Machado), Borja, finalmente, será o centroavante da equipe, titular absoluto.

Qual  foi sua importância ma vitória de 3 a 0 sobre o Bahia, nesta tarde de sábado, na Arena do Palmeiras? Foi muito grande, pois Borja- na minha opinião, o melhor do time- logo aos dois minutos fez grande jogada, em velocidade e passou para Willian marcar o primeiro gol , quebrando qualquer intenção de retranca do Bahia, se é que existia; no segundo gol, ele não teve participação, pois a jogada se desenvolveu com passe de Lucas Lima para Marcos Rocha, centro para Antonio Carlos- e gol!; no terceiro gol, Borja deslocou-se um pouco mais para a direita, recebeu excelente passe de Lucas Lima e chutou no cantinho direito do goleiro do Bahia.Belo gol!

E daí por diante, com algimas jogadas de destaque, com perfeitas deslocações paraa esquerda e para a direita, além , em certos momentos, ainda ajudar na marcação- quesito que, se repetido muitas vezes, pode cansá-lo e tirar parte de sua força para o principal, que é chegar na área, entrar em diagonal curta e finalizar.

É sempre agradável presenciar a volta por cima daquilo que parecia um caso perdido. Que Borja tenha sorte e sucesso também na boa Seleção colombiana na Copa do Mundo da Rússia. Ele parece ter lutado mito para isso.