PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Roberto Avallone

Neymar: politicamente correto demais. E o Mercado da Bola

Roberto Avallone

01/10/2013 18h37

Foto: AFP

Sem Messi, o Barcelona venceu o Celtic, fora de casa, por 1 a 0 (gol de Fabregas), pela Champions League. Bom resultado. Mas continuo achando Neymar por demais politicamente correto, sem aquele atrevimento dos tempos do Santos, sem aquela ousadia tipicamente brasileira, sem aqueles dribles moleques.

Assim foi durante o primeiro tempo, com Neymar ficando, obediente, pela ponta- esquerda. Na etapa final, no entanto, quando o técnico Gerardo Martino lhe deu permissão para jogar como meia, deslocando-se por todos os cantos do ataque, o Barça ganhou o jogo. Aí, sim, Neymar fez com que o desleal e violento Brown- que o derrubou com um pontapé e, depois, atingiu o brasileiro, mesmo caído, com outro chute-fosse expulso, começou a jogada do gol de Fábregas (de cabeça) e teve tempo ainda de perder um gol cara a cara com o goleiro.

Mas jogou. Foi um pouco mais Neymar.

Guardadas todas as proporções, fico a imaginar como seria a tentativa de transformar Mané Garrincha em um jogador mais discreto (como, aliás, tentaram), sem driblar tanto. Não seria o nosso Mané. Tudo bem que se deva ensinar a Neymar os segredos da obediência tática, pois esta, na Europa, é superior.

Mas mudar a característica de um craque, ah, isso não. Nem que seja para não despertar ciúmes em Messi, o melhor do mundo.

MERCADO DA BOLA

Arte: UOL

1- Por falar em Messi, contou-me uma fonte palestrina, que é bem provável a chegada do primo do melhor do mundo, Max Biancucchi, ao Palmeiras. Não sei se o negócio será concretizado, mas o trunfo, segundo minha fonte, é a de que o empresário do atacante argentino (que foi muito bem no Vitória até se machucar) é o mesmo que levou Mendieta e Eguren para o Palmeiras.

2- Rodriguinho já está em São Paulo e começou a fazer exames médicos no Corinthians. A opinião do blogueiro sobre o jogador está no post anterior.

3- Ganhará bem o meia Conca, que deve retornar ao Fluminense no ano que vem: entre 800 a 900 mil reais por mês, em contrato longo. Meu Deus!

4- Será uma boa para o São Paulo a contratação de Diego Cavalieri, do Flu, goleiro de qualidade. Não faz gol de falta e nem de pênalti, mas, debaixo das traves, não deve nada, atualmente, ao mito Rogério Ceni. Já quarentão, o capitão Ceni deve se aposentar no fim do ano.

Sobre o Autor

Sou Roberto Avallone, jornalista esportivo há mais de 45 anos. Primeiro o jornal, depois o rádio; mais tarde a TV. E finalmente, a tal da internet. Troquei a velha Remington - de som marcante e inspirador - pelo mouse e teclado. Seja qual for o meio, seja qual for o ano corrente, lá estarei eu falando sobre minha grande paixão: o futebol. Tem gente que gosta do que faz. Eu faço o que gosto. A diferença parece sutil - mas não é, e faz toda a diferença. Palpitem, opinem, contestem, concordem e discordem neste blog democrático. Não prometo atualizações minuto-a-minuto, nem respostas a todas as perguntas, mas tenham a certeza de que lerei todas elas e darei o meu melhor em matéria de informações, bastidores e memórias. Sejam bem vindos, caros amigos futeblogueiros.

Blog do Roberto Avallone