Blog do Avallone

Na volta de Cuca, Palmeiras 4 a 0! E destaques da rodada

Roberto Avallone

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

1- Cuca teve uma importância considerável nessa vitória de 4 a 0 sobre o Vasco, na Arena do Palmeiras: colocou Tchê- Tchê em sua verdadeira posição, pela direita, e ele foi um dos melhores jogadores em campo motivou Borja a lutar contra a má fase, com a promessa de que não iria substituí-lo, e o colombiano foi autor de dois gols; deu liberdade a Guerra e o meia fez gol e contribuiu com bons passes.

E Cuca também voltou a adotar marcação por pressão no ataque, além de ficar atento à defesa, ao ponto de, em certo momento, fazer Jean e Tchê- Tchê trocarem de posição (mais tarde, entrou Fabiano), corrigindo os problemas do primeiro tempo, quando, embora tenha saído vencedor por 2 a 0, o Vasco ameaçou muito e esbarrou nas defesas de Fernando Prass.

Corrigindo os seus problemas, o Palmeiras fez um ótimo segundo tempo, estabelecendo 4 a 0- nesta fase ambos os gols marcados por Borja- e criando várias chances para marcar mais gols, o que tornaria o placar ainda mais elástico, Martin Silva, goleiro do Vasco, fez belas intervenções.

Feliz reestreia de Cuca, excelente resultado para o Palmeiras. O que não quer dizer que o time já está totalmente pronto para as futuras batalhas. Será necessário muito treinamento. E também confiança nos novos contratados, o lateral- direito Mike e o zagueiro (que já atuou também na lateral-esquerda), Juninho. Fala-se, ainda, em mais um meio-campista, pois Felipe Melo foi suspenso por 6 jogos na Libertadores e Moisés dificilmente voltará antes de setembro/outubro.

Seja lá como for, Cuca voltou com suas idéias, sua vibração e sua calça vinho. E seu primeiro passo não poderia ter sido melhor.

2- Lembro que em sua rodada inaugural, o Campeonato Brasileiro teve outros resultados extravagantes. Por exemplo, de virada, Bahia 6 (!), Atlético Paranaense 2, ou Ponte Preta 4, Sport 0. Surpreendente também foi o empate do Corinthians, jogando em sua Arena, com a Chapecoense, 1 a 1, sendo que ambas as equipes vêm, sim, de campanhas e viagens desgastantes.

Foi normal a derrota do São Paulo para o Cruzeiro, no Mineirão, 1 a 0, diante de pouco mais de 6 mil pagantes- público pequeno demais para um jogo desse porte. Também achei normal a derrota do Santos (com a defesa quase toda modificada) para o Fluminense, 3 a 2, na manhã de domingo no Maracanã.

E foi muito bom o jogo entre Flamengo e Atlético Mineiro, 1 a 1, no sábado, no Maracanã, com o badalado menino Vinicius Jr, 16 anos (que interessa e muito ao Real Madrid), que  esteve por apenas doze minutos em campo, sem chance para fazer nada.

Enfim começou quente o Campeonato Brasileiro!