Blog do Avallone

O Mercado da Bola. E o tango da Libertadores.

Roberto Avallone

Desta vez, o Mercado da Bola para a próxima temporada começou bem antes:

a) Renato Gaúcho ficou no Grêmio, apesar das especulações de que ele iria para o Flamengo. Salário à parte, aparentemente o que pesou foi a estabilidade no clube de Porto Alegre, contra a indefinição de quem, de fato, ganhará as eleições no Flamengo, situação ou oposição. Ou algum fato novo ao qual  este blog não teve acesso.

b) Creio que com a permanência de Renato no Grêmio, o duelo agora é entre Santos e Flamengo por Abel Braga.Meru palpite é de que Abel será do Flamengo, até pelas raízes do técnico no Rio. Mas é um mero palpite e o Santos deve lutar por esse treinador.

c) Felipão fica no Palmeiras: acredito que sim, até porque o técnico e o clube estão felizes, um com o outro, e Felipão tem contrato vigente. Digo isso porque ouvi, em um programa da Fox, que a Colômbia tem interesse que o técnico campeão brasileiro dirija a sua seleção. O interesse pode ser verdadeiro -deve ser- mas creio que Felipão permanecerá firme no Palmeiras,onde está à vontade.

d) Marcelo Oliveira- que ganhou títulos nacionais em 2013, 2014 e 2015- foi demitido pelo Fluminense, após o Flu ser eliminado pelo Atlético Paranaense, em pleno Maracanã. Pena. Mas a culpa foi dele ou do limitado time do Fluminense, que ainda briga para não ser rebaixado para a Série B?

d) No que toca a contratações, foi oficializada a contratação de Zé Rafael,´que  era do Bahia , pelo Palmeiras. Trata-se de um bom meia mas que terá de disputar posição, pois o elenco  palmeirenses já conta com Lucas Lima, Gustavo Scarpa, Guerra. Rafael Veiga( que voltará do Atlético Paranaense)…

Também chamou a atenção do Cruzeiro pelo atacante Bruno Henrique. do Santos- este, um ótimo jogador, mas que se lesionou muito este ano e não vive fase das melhores. Tecnicamente, no entanto, quando estiver em plena forma, acredito que Bruno Henrique tem lugar em qualquer  time. O Santos perderá esse talento?

E está só começando esse Mercado, que deve estar mais do que aquecido quando terminar(acaba no domingo) o Campeonato Brasileiro.

2- O Boca ainda resiste, promete ir brigar pelos pontos até no CAS, mas tudo indica que terá de jogar: a final foi marcada pela Conmebol para o dia 9. E em Madri, no estádio do Real, Santiago Bernabéu. Tanto se falou neste duelo mistico -e de duas grandes histórias- entre Boca e River, mas a violência de barras- bravas o transformou em medo, novela arrastada e tango triste.