Blog do Avallone

Thiago Neves foi o melhor. Mas o Corinthians está vivo

Roberto Avallone

Thiago Neves não só foi o autor do gol que derrotou o Corinthians, 1 a 0,no Mineirão, como também foi o protagonista do primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil: atacante mais perigoso do Cruzeiro, ele chutou uma bola na trave direita do goleiro Cássio, alem de,  em outro lance, obrigar o goleiro corintiano a uma grande defesa. Thiago estava com o talento explícito em noite iluminada.

Além dele, o Cruzeiro teve outras virtudes, como a de criar várias chances de gol(Barcos, Dedé e Henrique desperdiçaram chances claras) ou de não levar susto algum, pois o seu goleiro, Fábio, excelente, por sinal, não fez uma defesa importante sequer.O Corinthians não atacou e nem ameaçou o gol do Cruzeiro.

Só que o Corinthians está vivo na competição. Ainda vai lutar pelo título da Copa do Brasil, pois ainda tem o jogo decisivo a enfrentar- e em sua Arena, em Itaquera, diante de sua Fiel torcida. Terá de jogar de outra maneira , é claro, sem tantos exageros defensivos e muito mais no ataque, embora, na minha opinião tenha menos time e menos elenco do que o Cruzeiro.

Não era assim também contra o Flamengo,equipe recheada de medalhões? Pois o Corinthians venceu a partida decisiva por 2 a 1, com aquele golaço do menino Pedrinho…Não sei se diante do Cruzeiro será a mesma coisa.Não se brinca, no entanto, com a mística corintiana, cuja equipe é capaz de se inflamar com a paixão de sua torcida e levar o título, mesmo com time mediano.

O Cruzeiro não brincou e correu atrás de um placar que lhe desse mais tranquilidade para decidir a Copa do prêmio milionário(50 milhões de reais ao campeão; 20 milhões ao vice) e de status atraente. Não conseguiu, no entanto, e desperdiçou a chance, tantas as chances perdidas, de ser praticamente o campeão por antecipação.

Com o placar magro, agora a história é outra.E faz da Copa do Brasil uma competição de desfecho imprevisível.

Vem mais emoção pela frente.