Blog do Avallone

Dudu: sairá do Palmeiras? E mais: Borja; a goleada do Corinthians…

Roberto Avallone

Foto: Divulgação

1- Passo a bola de primeira, como a recebi. Estava almoçando em um restaurante da Joaquim Eugênio de Lima, nesta tarde de domingo, quando surgiu uma doce e conhecida figura de várias décadas, um senhor de 71 anos, muito ligado ao futebol e que, palmeirense, acumula dez mandatos de conselheiro do clube.  E entrou falando para este blogueiro: ''Vão vender o Dudu para a China, é muita grana!

(Segundo ele,  51 milhões de reais).

Já ouvi rumores sobre esse assunto e é sabido que a proposta existe- não sei se exatamente por essa quantia- a oferta de salários para o jogador foi aumentada, coisa e tal. Isso já é sabido ,já declarado publicamente;a novidade é que o Palmeiras pode considerar a oferta. Pode eu disse, não cravo. E nem tenho confirmação oficial.

Quanto a Dudu, é evidente, teve uma passagem marcante pelo Palmeiras. autor de gols decisivos e importantes (como na decisão da Copa Brasil, em 2915 quando marcou os dois gols contra o Santos). guerreiro, capitão do time e tudo o mais. Claro que é importante.

Nos últimos meses, no entanto, por coincidência quando foi convocado pela Seleção Brasileira e depois não mais,o rendimento de Dudu não tem sido o mesmo, às vezes parece disperso, exagera nos toques de calcanhar, dá a impressão de não estar na posição adequada.Por coincidência, também, soube que a primeira proposta surgiu em outubro do ano passado e muito dinheiro pode mexer com o emocional do jogador,embora ele sue a camisa e faça o que pode em campo. Não se trata, fique bem claro, de esmorecimento.

Neste ano, já sob o comando do técnico Roger Machado. na última quinta-feira, foi substituído aos 25 minutos do segundo tempo,aparentando estar insatisfeito com isso. Normal: qual jogador gosta de sair? Em seguida, na tarde deste domingo, em Ribeirão Preto, jogo contra o Botafogo, Dudu perdeu três chances claríssimas para fazer gol, uma delas depois de driblar o goleiro; uma outra, ao tentar marcar de calcanhar e a terceira quando, cara cara, chutou mal, de canhota,longe do gol.

Fez é verdade, um inteligente corta-luz para o gol de Borja. E um ou outro drible.Pouco, no entanto, para um jogador como Dudu, especialmente o Dudu dos bons e gloriosos tempos. Não sei qual a razão, pode ser começo de temporada, fase não muito feliz. Por quê não? Só que a queda de rendimento já vem de um tempo para cá, o que deixa em dúvida se ele já cumpriu o seu ciclo (com brilho) no clube ou se é questão de paciência e compreensão, sabendo-se que uma bolada de grana- chinesa ou não- pode mexer com o emocional de um futebolista, cuja carreira geralmente não é muito longa.

Ele tem 26 anos.

Aí, já nada tenho a ver com isso ou quanto ao desfecho do caso. Apenas passo ao internauta o que ouvi. E não param por aí  os rumores.

Que o Palmeiras e Dudu decidam o que há de melhor a fazer.Situação mais do que normal.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2- Borja foi recompensado com gol que marcou e deu a vitória ao Palmeiras sobre o Botafogo. 1 a 0. Premiado pelo oportunismo e pela incrível dedicação durante a partida: correu o tempo inteiro, esteve meio-campo, na defesa e no ataque, como se fosse o jogo de sua vida.

Até sair, aos 25 minutos do segundo tempo, provavelmente muito cansado, substituído por Keno.

Borja está com uma vontade impressionante! Merece receber mais bolas adequadas para finalizar e ser o artilheiro que foi no Nacional de Medellin.

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

3- E o Corinthians goleou! Goleou o São Caetano, que optou por jogar no Pacaembu, por indesmentíveis e justos 4 a 0- dois gols de Jadson- um bonito e o outro meio que ''sem querer''-, um de Júnior Dutra(que entrou muito bem, no segundo tempo, no lugar de Kazim) e o outro de Angel Romero, este um dos mais dedicados jogadores que vi ao longo de minha carreira.

Pronto: o Corinthians está reabilitado de sua derrota para a Ponte Preta, no meio da semana, colocando-se em ação pela classificação e pela tentativa do bicampeonato paulista. Só que, alertar é preciso, ainda falta, no mínimo um ótimo centroavante de ofício, capaz de fazer esquecer as façanhas de Jô. Quanto às novidades, gostei do lateral-esquerdo Juninho Capixaba e do versátil atacante Júnior Dutra- este, autor de um gol, que quase fez outro, que seria de letra.