Blog do Avallone

Terror e festa, em cenas de arrepiar

Roberto Avallone

1- O terror fica por conta,é claro, do que aconteceu na queda da Ponte Preta para a Série B. O jogo começou surpreendentemente, com 2 a 0 para a Ponte sobre o Vitória com dois gols em 15 minutos, marcados por Lucca e Danilo Barcelos; com claros indícios de triunfo, no entanto, a estabilidade da Ponte ficou ferida coma expulsão de Rodrigo, aos 20 minutos,por ter o zagueiro cometido incrível e deselegante infração(flagrada por um auxiliar do árbitro) ao cutucar com o dedo  região  delicada do atacante Trellez, que estava de costas para ele. Pretendia irritar o jogador do Vitória?

Pois ganhou a expulsão. E o time do Rodrigo foi obrigado a atuar boa parte do jogo com um jogador a menos. Mas ainda ganhava por dois gols de diferença.

No segundo tempo , porém, o Vitória acabou com o jogo: fez um gol(André Lima), empatou(Trellez) e marcou o terceiro gol(Trellez , outra vez), virando para 3 a 2, aos 36 minutos do segundo tempo. Fez-se, então, o terror: um grupo de torcedores da Ponte Preta destruiu um pedaço do alambrado, invadiu o campo, deixando todo mundo nervoso e preocupado, jogadores do Vitória e da própria Ponte Preta. Mais tentativas de invasão e o confronto com policiais, em cena difícil de ser esquecida.

Não havia mais jeito: sob tensão, com o jogo encerrado, só restava à Ponte Preta o amargo lamento pelo rebaixamento , sob um clima que, infelizmente, às vezes acontece nesse futebol que já foi mais romântico.

2- A festa, evidentemente, pertenceu ao Corinthians. Desde sábado, com o treino aberto, ouvia-se o grito de ''É Campeão'', o que, é claro, aumentou no domingo na Arena de Itaquera tomada por mais de 46 mil corintianos para o jogo contra o Atlético Mineiro. O que precedeu o gesto de Cássio levantando a Taça e as comemorações do título conquistado.

O jogo em si até que foi bom, movimentado. Empate de 2 a 2. Otero abriu acontagem com belíssima cobrança de falta; Jadson empatou, também de falta, mas de maneira diferente, com chute cruzado, a bola passando por todo mundo e morrendo nas redes de Victor, no canto esquerdo; Marquinhos Gabriel fez 2 a 1 e Fred empatou, ao marcar o segundo gol atleticano.

Festa à parte, o Corinthians  tenta agora evitar muitas saídas de jogadores. Duas baixas já são conhecidas- a do zagueiro Pablo, que não chegou a acordo para a renovação, e a do lateral-esquerdo Guilherme Arana, que está sendo negociado com o espanhol Sevilla. São muitas especulações, mas não creio que aconteçam muitas saídas. E alguns reforços deverão chegar, entre eles, o atacante Dutra(que joga o Brasileiro pelo Avaí) e René Jr, volante que está no Bahia.

Aguardemos.