Blog do Avallone

Grêmio, é difícil empatezinho com o Lanús? E Roger e o Palmeiras

Roberto Avallone

Foto: Lucas Uebel

1- É evidente que deve ter um clima quente, pesado, no jogo decisivo do Grêmio contra o Lanús logo no estádio do adversário. Mas, pensando bem, lembrando os detalhes da partida de quarta-feira. a conclusão é clara: mesmo sem jogar um grande futebol, o Grêmio é bem melhor tecnicamente do que a equipe argentina- que, aliás, pouco assustou otime gaúcho a não ser no primeiro tempo, em duas bolas paradas, com duas defesas importantes do ótimo Marcelo Grohe.

E mesmo não sendo uma vitória fácil, o Grêmio ganhou de 1 a 0, com o gol de Cicero, e ainda teve um pênalti no finzinho do jogo(sobre Jael) não marcado pela arbitragem. Poderia ter ido à Argentina com dois gols de vantagem, pois não? Ah, é verdade, convém não esquecer a façanha do Lanús no jogo decisivo diante do River Plate quando, perdendo por 2 a 0, virou de maneira espetacular para a vitória(e a classificação) de 4 a 2.Esse tipo de resultado não acontece por acaso.

Pela lógica, no entanto, se jogar com a devida cautela – e explorar o contra-ataque-, o Grêmio tem tudo para arrancar no mínimo um empatezinho que lhe daria o título de campeão da Libertadores Aliás, o terceiro título da Libertadores em sua História.

Não cravo- como poderia?- , mas acredito que isso vai acontecer.

Foto: Divulgação

2- Naturalmente polêmica- seria assim com quase todos , menos, talvez, Guardiola ou Mourinho-, a contratação de Roger Machado para dirigir o Palmeiras, dividiu opiniões. Na minha opinião, trata-se de uma boa aposta, pois Roger viveu bons momentos  no Grêmio e até no Atlético Mineiro, onde foi campeão mineiro em disputa com o Cruzeiro. Depois, o time caiu de produção e Roger foi demitido em julho.

Quem o conhece  muito, dele fala bem. Trata-se de técnico jóvem, 42 anos, de currículo não extenso, estando, parece, em começo de carreira. Portanto, seria injusto de minha parte falar mal ou bem de Roger, embora pareçam boas as perspectivas de êxito, até porque jogadores de qualidade estejam a caminho do Palmeiras- o lateral esquerdo Diogo Barbosa, a grande possibilidade do meia Lucas Lima, um lateral- direito a definir (Rafinha e Zeca são os mais cotados) um atacante (cujo nome é guardado em sigilo) e até um goleiro paras o futuro(provavelmente Weverton, do Atlético Paranaense).

Além disso, o Palmeiras conta com uma base promissora, finalista no Estadual em paticamente todas as categorias- Sub 11, Sub-1,Sub-15. Sub- 17 e Sub-20, com garotos ávidos por um futuro brilhante, sendo que Roger tem como conceito, também, o aproveitamento de talentos emergentes.

Vejamos, pois  no que vai dar.