Blog do Avallone

Corinthians, Jô outra vez, E surpresas do Campeonato

Roberto Avallone

Foto: Agência Corinthians

1- Não é fácil ganhar do Vitória em Salvador. Mas o Corinthians conseguiu. Foi 1 a 0, com gol do artilheiro que, pouco badalado em sua vinda, tem-se mostrado maduro, eficiente, goleador e participante de jogadas: falo de Jô, é claro, o canhoto grandalhão que, mais uma vez, decidiu a partida com um chute cruzado, rasteiro, após boa jogada de Marquinhos Gabriel.

O Corinthians mereceu vencer, o que fez foi o suficiente para derrotar um Vitória desprovido de inspiração. Só que, a bem da verdade, seria injusto atribuir o triunfo- que leva a equipe aos 4 pontos ganhos- apenas à eficiência de seu principal atacante. Que tal falarmos um pouco do técnico Carille?

Contestado no começo de sua titularidade como técnico, ele tem, sim, responsabilidade no atual estágio corintiano: armou o sistema defensivo duro de ser ultrapassado, deu a Rodriguinho e Jadson a liberdade de criar jogadas, faz de Romero um ''faz- tudo'' no ataque e na defesa, confia plenamente em Jô.

Isso não quer dizer que o Corinthians seja um time brilhante. Mas é eficiente. Não por acaso foi o campeão paulista e que está a uma dezena e meia de partidas sem perder. Em tudo isso, há muito de Carille, um técnico que, como o time, jamais foi badalado. Mas que tem virtudes para montar esse time duro de ser batido.

2- Como sempre, o Campeonato Brasileiro apresenta suas surpresas. Positivas e negativas. Para não me estender muito, como positivas destaco as atuações de Grêmio e Fluminense, ambos com 6 pontos (o Grêmio leva vantagem no saldo de gols), duas vitórias, uma em casa e oura fora.

Belo começo.

O Grêmio, neste domingo, bateu o Atlético Paranaense, em Curitiba, por 2 a 0- um gol de Luan e o outro de Lucas Barrios- este ressurgindo na condição do grande artilheiro que já foi, 10 gols na temporada. O Fluminense, que batera o Santos na estreia (3 a 2), conseguiu o que pouca gente esperava: venceu o Atlético Mineiro em Belo Horizonte, 2 a 1, resultado sempre difícil de ser conquistado.

Pelo lado negativo, entraria o Atlético Mineiro, o Galo, dono de belíssimo elenco, que empatou com o Flamengo em sua primeira partida (jogando té melhor), 1 a 1, para perder para o Flu em seus domínios, neste domingo. Resumo da ópera: o grande Galo tem só um pontinho ganho em duas partidas.

É muito pouco para o time que tem. É verdade, mas é bom lembrar que o Campeonato está só no começo e tudo pode mudar nesta competição dura, difícil e longa.