Blog do Avallone http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br Roberto Avallone é jornalista esportivo há mais de 35 anos Mon, 26 Jun 2017 09:03:27 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Corinthians, a grande vitória. E o Palmeiras sobe… http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/26/corinthians-a-grande-vitoria-e-o-palmeiras-sobe/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/26/corinthians-a-grande-vitoria-e-o-palmeiras-sobe/#comments Mon, 26 Jun 2017 06:06:53 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7853

Foto: Divulgação

1- Vencer o poderoso Grêmio, em seu estádio, não é nada fácil. Mas o Corinthians venceu. E com bons ingredientes de emoção: Cássio defendeu um pênalti cobrado por Luan- considerado um dos melhores jogadores do Campeonato- confirmando a vantagem obtida com o gol de Jadson, a bola passando entre as pernas do goleiro gremista, Marcelo Grohe.

Em um jogo equilibrado, embora a maior posse de bola fosse do Grêmio, o gol de Jadson e a defesa de Cássio fizeram a diferença para a maior vitória do líder e invicto Corinthians, que agora está com 26 pontos ganhos contra 23 dos gremistas.

Uma campanha sensacional!

E anda em tão boa fase o Corinthians, com tanta autoconfiança, que já não teme mais o adversário, seja ele qual for, e nem o local da disputa. São agora 10 jogos sem perder, verdadeiro sucesso do técnico Fabio Carille que fez da defesa uma muralha, convive com os bons lampejos dos meias e atacantes e dá tanta força aos jogadores que, entra um e sai outro, a produção é satisfatória: o volante Gabriel, por exemplo, estava suspenso e em seu lugar entrou Paulo Roberto: este quase fez um gol no primeiro tempo, participou das jogadas e quem sentiu falta do titular?

Ainda é muito cedo para projetar o final do Campeonato. Mas, até agora, quem é mais favorito do que, Corinthians, que, ao vencer o Grêmio fora de casa, manteve a liderança, a invencibilidade?

Ah, neste momento, é óbvio que o Corinthians é a sensação!

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2- E ao vencer a Ponte Preta em Campinas, 2 a 1 (dois gols do melhor jogador em campo, Guerra) o Palmeiras está pelo menos por enquanto no G-4-embora nesta segunda-feira o Botafogo, pela lógica, deve ganhar do Avaí e subir de posição-, o que dá um alívio para sua torcida. Sim, pois antes desa arrancada de três vitórias seguidas, o time palmeirense chegou a beirar a zona da degola.

Com a vitória sobre a Ponte, no entanto, o Palmeiras voltou a ficar entre os primeiros do Campeonato e já está entre o grupo da Libertadores. O que lhe faz bem para o Brasileirão e dá mas força para a Copa do Brasil e,principalmente, para a Libertadores- esta, seu objetivo principal neste ano.

Entre os destaques da vitória palestrina, o maior foi, sem dúvida o meia Alejandro Guerra: ele foi autor de dois gols, o primeiro muito bonito, de dribles e de passes para os companheiros.Firma-se Guerra a cada jogo. Além dele, foram muito bem Luan e Juninho. Falo dos jogadores. é claro.

Porque o outro destaque foi o técnico Cuca, que implantou um sólido sistema de marcação, creio que surpreendendo a Ponte. Como único senão a entrada de Borja, faltando cinco ou seis minutos, tempo insuficiente para o centroavante desenvolver o futebol que,espera-se, seja muito mais do que apresentou até agora.

]]>
9
Corinthians, pela liderança; Palmeiras, 4 a 2 para respirar http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/18/corinthians-pela-lideranca-palmeiras-4-a-2-para-respirar/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/18/corinthians-pela-lideranca-palmeiras-4-a-2-para-respirar/#comments Sun, 18 Jun 2017 23:28:21 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7839

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

1- Dono de bela campanha, invicto no Campeonato Brasileiro, depois do empate de 0 a 0 com o Coritiba o Corinthians precisa fazer figa para não perder a liderança para o Grêmio. Curioso. É que os gremistas também fazem respeitável campanha- só perderam para o Sport, no Recife, 3 a 3, quando jogou com os reservas- e têm um jogo muito difícil diante do Cruzeiro, no Mineirão.

Só que se o Grêmio vencer assumirá a liderança.

Quanto ao Corinthians, não jogou bem contra o Coritiba, criou poucas chances de gol, mas quase venceu com um gol de Jô, anulado, aos 42 minutos do segundo tempo. E pelas imagens da tevê, várias vezes vistas, não vi nenhuma irregularidade neste gol, pois Jô tabela com Maycon e está atrás da linha da bola quando vai em direção a bola para marcar .

Posso até estar errado, mas, na minha opinião, não foi gol bem anulado.

Além desse lance, o que prejudicou a criatividade do Corinthians pode ter sido a ausência de Jadson, ficando a armação por conta apenas de Rodriguinho e, mais pela esquerda, na habilidade de Clayson. Foi pouco: o Coritiba foi mais agressivo, fez o goleiro Cássio exibir boas defesas e mostrou-se ligeiramente superior na partida.

Mas, de qualquer maneira, como disse Fagner ” jogar aqui não é fácil e o importante é pontuar”, levar um pontinho em Curitiba e manter a invencibilidade não é um resultado ruim. O Grêmio, no entanto, está por perto.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2- Imagine o Palmeiras, campeão brasileiro do ano passado, com investimento milionário rondar a zona do rebaixamento… Pois é o que estava acontecendo antes da grande vitória contra o Bahia, em Salvador, 4 a 2, que faz a equipe respirar um pouco mais de otimismo.

Na verdade, o Palmeiras- mesmo com falhas- jogou bem contra o Bahia, com muita raça, determinação e gols bonitos- em especial os que foram marcados por Keno (o segundo dos palmeirenses) e por Willian- este, o quarto gol, que definiu de vez a vitória.

Deu para se ver o trabalho de Cuca armando a marcação do time, nem sei se o Bahia esperava tanta dedicação. Muito bom trabalho. Mas como “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa” creio que muitas das oportunidades de gol não teriam sido desperdiçadas e se, finalmente, Borja fosse encaixado no time. E a ele se encaixasse. O que para acontecer, o colombiano teria de jogar, pelo menos entrar durante o jogo, justificar a contratação ou mostrar que sua adaptação é mais difícil do que se esperava.

Entre os que jogaram, destacaria Guerra, Róger Guedes, Keno e o goleiro Fernando Prass- este com  algumas ótimas defesas, até mesmo nas duas que praticou, cara a cara, no primeiro gol do Bahia, marcado por Vinicius.

]]>
9
Com polêmica, o Santos venceu o Palmeiras http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/15/com-polemica-o-santos-venceu-o-palmeiras/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/15/com-polemica-o-santos-venceu-o-palmeiras/#comments Thu, 15 Jun 2017 05:50:26 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7829

Foto: Ivan Storti/ Santos
Futebol  Clube

A polêmica se concentra em Edu Dracena, em dois lances em que a arbitragem teria falhado (na minha opinião errou): no gol que deu a vitória ao Santos, quando Kaike, autor do gol dá um leve empurrão em Edu Dracena, que especialista de arbitragem reconhece- seria falta então; e o mesmo Edu, quase no fim do jogo, reclama ao cair no gramado, em pênalti que o reclamado árbitro de vídeo, contando com o auxilio da tecnologia, provavelmente detectaria.

Mas, a olho nu, não era fácil nenhum dos dois lances.

Pelo que jogaram Santos e Palmeiras, creio que o empate teria sido o resultado mais justo. Tanto que o goleiro santista, Vanderlei, fez algumas defesas muito boas. Prass fez uma ou duas. Então, o Palmeiras jogou muito?Não, esteve regular e pouco efetivo no ataque, principalmente antes de tomar o gol santista: atuando com três volantes- Thiago Santos, Tchê- Tchê e Zé Roberto-, com Guerra entre a armação e a ofensividade, na prática ficavam mesmo Róger Guedes e Willian à frente.

O Santos tocava bem a bola, tinha Lucas Lima muito marcado e não era insinuante como costuma ser na Vila. O Palmeiras só acordou com o gol de Kaike e a entrada de Keno no lugar de Zé Roberto.Vanderlei fez suas defesas, coisa e tal.

Mas já tarde demais.

]]>
9
Corinthians, o grande líder do Campeonato diferente http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/12/corinthians-o-grande-lider-do-campeonato-diferente/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/12/corinthians-o-grande-lider-do-campeonato-diferente/#comments Mon, 12 Jun 2017 05:11:30 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7821

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O Corinthians bateu o São Paulo, por 3 a 2, no clássico apelidado de  “Majestoso”. E ganhou com justiça uma partida cheia de alternativas, com muito esforço e suor, pois foi em campo a equipe com mais virtudes e menos defeitos do que o tricolor que sofreu com as falhas de seu sistema defensivo.

Bem encaixado, sob o comando seguro de seu técnico, Carille, vê surgir também as individualidades, nem todas elas reconhecidas há alguns meses: Jô- em grande forma-, Romero- útil no ataque e na defesa- Guilherme Arana, Gabriel, etc. Aliás, Romero, Gabriel e Jadson (este, reconhecido antes) foram os autores dos gols corintianos: pelo tricolor, marcaram Gilberto e Wellington Nem.

O Corinthians , neste começo de Campeonato Brasileiro, é um exemplo de jogar bem sem ter grandes estrelas. Não é regra. Mas tem acontecido por aqui. Ora, quem está no topo da tabela, logo abaixo do surpreendente Corinthians? Temos o  Grêmio, que vem jogando um belo futebol, com jogadores entrosados e com Luan de craque-devendo ser vice-líder nesta segunda-feira; em seguida, ainda vice surge o Coritiba, do futebol “certinho” e a Chapecoense, cujo time foi montado este ano, depois da tragédia da qual foi vítima no fim de 2016- a tragédia que comoveu e entristeceu todo mundo.

Nenhuma das equipes que estão no topo- e não sei como será ao longo do torneio- era apontada como favorita no começo do Campeonato. Falava-se dos elencos do Atlético Mineiro, do Flamengo e do Palmeiras-que ocupam preocupantes  posições até agora- ou do eficiente desempenho do Santos, que respirou aliviado com a vitória sobre o Atlético Paranaense, 2 a 0,  neste domingo.

E nenhum dos badalados está no topo.

O que sugere este começo? Ou o prenúncio de que poderemos ter um Leicester- o campeão- surpresa na Inglaterra, em 2016- ou, então, que o futebol brasileiro mudou radicalmente, dada a intensidade dos jogos e dos treinos, servindo-se melhor de alguns jogadores mais experientes e de uma boa quantidade de jovens, velozes e resistentes.

Pode ser. Como pode ser também que, passadas as rodadas, os exemplos da época provem o contrário. É coisa para se ver, pois o futebol sempre teve as suas surpresas, mas também já alternou suas mudanças.

Como será desta vez?

]]>
9
Palmeiras, personagens importantes na justa vitória http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/10/palmeiras-personagens-importantes-na-justa-vitoria/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/10/palmeiras-personagens-importantes-na-justa-vitoria/#comments Sun, 11 Jun 2017 00:09:21 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7815

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Que vencer o Fluminense (3 a 1) dá um certo alívio para o Palmeiras. já se sabe. Afinal, e equipe não vencia dede sua estreia no Campeonato, contra o Vasco,e parecia ter perdido o caminho do gol, estando, antes da partida, em indigesto décimo- sexto lugar na competição. Meu Deus!

Mas além do alivio e da justiça na vitória contra o Flu, certos aspectos têm de ser ressaltados:

1- Róger Guedes não pode sair: sei lá se são ou não verdadeiros os rumores sobre sua possível saída, logo mais. Mas a não ser que seja proposta extraordinária, Roger Guedes- o melhor do Palmeiras contra o Flu-, 20 anos, é um dos raros atacantes que movem pela direita e pela esquerda, com extrema habilidade. O melhor jogador do Palmeiras contra o Fluminense, na minha opinião, foi ele mesmo, menino Róger, com um drible sensacional que deixou para trás dois adversários de uma só vez (no gol de Keno) e uma arrancada surpreendente pela esquerda, quando ele mesmo concluiu para o gol. 3 a 1. E isso já nos acréscimos.

2- Guerra: disputou uma grande partida, portou-se como o armador da equipe e ainda fez o primeiro gol, chutando com perfeição depois do lateral cobrado por Zé Roberto e da “casquinha” de Willian.Não sei como está fisicamente, pois  às vezes sente desgaste, mas tecnicamente precisa ser prestigiado como titular absoluto.

3- Fernando Prass: depois de algumas temporadas  como grande goleiro, por falhas em uma ou duas partidas, passou a ser questionado. Não concordo. Falhou, sim, mas quantos quantos milagres já realizou pelo Palmeiras? Aliás , por falar neles, Prass fez dois contra  o Flu: no chute cara a cara de Henrique Dourado e na cabeçada de Marcos Júnior, aos 46 minutos do segundo tempo.

Aplausos para Fernando Prass!

No resto, como já disse, foi uma vitória justa e muito importante para o Palmeiras. Que pensa em Richarlison (20 anos, bom atacante) e que terá semana dura pela frente, enfrentando o Santos, na Vila, na quarta-feira, e o Bahia, em Salvador no fim de semana.

]]>
8
Corinthians implacável. Palmeiras decepcionante http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/08/corinthians-implacavel-palmeiras-decepcionante/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/08/corinthians-implacavel-palmeiras-decepcionante/#comments Thu, 08 Jun 2017 08:47:05 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7804

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

1- Cada vez mais firme, cada vez mais forte, o Corinthians deixou de ser um time só defensivo e de jogar no contra-ataque; agora também pegou o gosto de atacar, de rondar a área adversária, de estufar as redes. Nesta quarta-feira, por exemplo, no Rio, na casa do Vasco, o Corinthians goleou o adversário por 5 a 2. 5 a 2 !

Não foi jogo fácil como poderia refletir o placar. O Corinthians abriu 2 a 0 (Marquinhos Gabriel e Jô), mas o Vasco, em fulminante início de segundo tempo empatou, dois gols de Luís Fabiano e, animado, partiu em busca da vitória.

Foi aí que surgiu o outro lado desse invicto Corinthians. Com bom toque de bola e se infiltrando com sabedoria, foi construindo a goleada. Fez o terceiro gol com Maycon-; marcou o quarto gol, com Clayton, de cabeça; e o mesmo Clayton fez o quinto gol, fechando o placar. E o Corinthians não teve Fagner, Rodriguinho, Romero..

E é o líder do Campeonato Brasileiro, 13  pontos ganhos. Líder e invicto.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2- Já o Palmeiras, de quem muito se esperava neste ano até pelo investimento feito no futebol, voltou a perder. Voltou a decepcionar. Desta vez, foi derrotado pelo Coritiba, em Curitiba, por 1 a 0, gol de Mateus Galdenzani aos 5  minutos do segundo tempo.

A decepção, no entanto, veio menos pela derrota do pelo futebol apresentado. Depois de um bom início de jogo, os palmeirenses permitiram que a equipe do Coritiba equilibrasse a partida e, no segundo tempo, o Palmeiras não criou uma chance clara de gol. Nenhuma.

Entre os jogadores, apenas Felipe Melo e Keno- este, em alguns momentos- foram bem, Os outros não tiveram força.

E o Palmeiras, agora, ocupa a décima-sexta (!) posição na tabela. Quer dizer: o campeão brasileiro do ano passado está a um passo da zona de rebaixamento,

É o inferno astral verde.

]]>
15
O maior campeão, o forte Corinthians, pênaltis perdidos http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/04/o-maior-campeao-o-forte-corinthians-penaltis-perdidos/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/04/o-maior-campeao-o-forte-corinthians-penaltis-perdidos/#comments Mon, 05 Jun 2017 01:43:32 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7790

Foto: Getty Images

1- Sim, sei que foi no sábado. Mas ainda não deu para esquecer: Real Madrid 4, Juventus de Turim 1, com destaque todo especial para Cristiano Ronaldo que, com os dois gols marcados, chegou a 600 na carreira.

E com essa conquista, o Real chega a 12 (!) títulos da Champions League,5 a mais do que o histórico segundo colocado nessa disputa histórica, que já levantou 7 canecos. Dentro de campo também a lisura e esportividade dos oponentes, sem brigas e sem barracos, aceitando, naturalmente, sem brigas e sem barracos o que o futebol proporcionou

Brava Juve!  Bravíssimo Real Madrid, o maior campeão da Champions League!

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

2- Não é mais coincidência e nem questão de sorte: no topo do Campeonato Brasileiro, 10 pontos ganhos (perde para a Chapecoense no saldo de gols) Corinthians conseguiu formar- graças ao seu técnico, Carille-uma verdadeira muralha em seu sistema defensivo, começando com marcação lá na frente, ao ponto de ostentar média extraordinária no quesito de gols sofridos- 0,53 por jogo antes da partida contra o Santos. Como não levou nenhum (venceu por 2 a 0) a média está perto de meio gol.

Isso, na temporada. Extraordinária façanha! E com a regularidade defensiva, crescem os outros quesitos- Fagner e Arana vão bem no apoio; Jadson e Rodriguinho desempenham bom papel nas meias; Jô- agora apelidado “Rei dos Clássicos” vive grande momento e deixou sua marca, mais uma vez, contra o Santos.

Pouco cotado antes de começar o Campeonato, o Corinthians surge agora com sua força. Não sei até que ponto vai, mas, neste momento, não por acaso  está tão bem no Campeonato.

Ainda há tempo de falar da líder Chapecoense (vence o Corinthians no saldo de gols), que bateu o Cruzeiro, no Mineirão, 2 a 0. Ótimo trabalho do técnico Mancini, que juntou os jogadores no começo do ano e já formou um time compacto, veloz e guerreiro. A Chape emociona-e vence.

 

Foto: Daniel Vorley/AGIF

3- A frase, creio, é atribuída ao célebre Neném Prancha, personagem das praias cariocas; ” Pênalti é tão importante que deveria ser cobrado pelo presidente do clube”.

Ah, nem precisaria tanto. Mas perder os pênaltis que o Palmeiras perdeu- contra o São Paulo e o deste domingo diante do Atlético Mineiro- são de espantar. Contra o tricolor, Jean tirou tato a bola do goleiro Renan que ela foi longe, longe… E contra o Galo, aos 45 minutos do primeiro tempo, na chance de decidir a partida, Willian chutou fraco, quase no meio do gol, para fácil defesa de Victor,

Lá se foi a vitória.

Vitória que, embora tenha disputado um futebol de razoável para bom, o Palmeiras até merecia, pois o Galo jogou muito pouco, quase nada, cauteloso em excesso para quem é dono de um elenco badalado e de time muito bom. Destaque maior entre os palmeirenses: Keno, que jogou como um autêntico ponta-esquerda e fez belas jogadas.

]]>
13
Palmeiras: vaga conquistada, apesar da derrota http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/01/palmeiras-vaga-conquistada-apesar-da-derrota/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/06/01/palmeiras-vaga-conquistada-apesar-da-derrota/#comments Thu, 01 Jun 2017 06:54:19 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7781

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Foi suado, chorado, sofrido. Mas o Palmeiras fez quase no fim do jogo o gol salvador (Thiago Santos), chamado de gol qualificado por ser marcado fora de casa, e, mesmo perdendo para o Inter por 2 a 1 (D’Alessandro e Nico Lopez) classificou-se para as quartas-de-final da Copa do Brasil. Ganhou a vaga.

Só que ainda não ganhou a confiança da torcida, pois exibe futebol muito abaixo do esperado e, no começo da partida, não só levou um gol aos 7 minutos como também escapou-por pouco- de levar outros, mais ou menos como aconteceu naquela derrota (3 a 0) para a Ponte Preta, em Campinas Aos poucos, melhorou. E foi prejudicado pela arbitragem que não considerou o pênalti claro de Léo Ortiz (braço, bem estendido na bola), assim como não foi marcado-bem mais tarde- um outro pênalti, cometido sobre Zé Roberto.

Isso ameniza o domínio do Inter durante a maior parte do jogo, mas não explica o futebol apresentado pela equipe de Cuca. Não foi bom. E nem ousado. Por que Tchê- Tchê anda jogando tão mal e a que atribuir o péssimo jogo de Edu Dracena contra o Inter? E quase aos 43 anos, o símbolo Zé Roberto tem condições de guarnecer a lateral-esquerda nas arrancadas adversárias? E Borja não terá a chance de desenvolver seu futebol, não na missão de recuar para buscar a bola ou de se enfiar pelas beiradas do campo, mas sendo, simplesmente, o goleador que foi no Nacional de Medellin?

Aprecio o trabalho do técnico Cuca, que foi um dos pilares da conquista do título de campeão brasileiro, em 2016. Acho que ele vai arrumar o time. Só que está demorando para acertar a equipe ideal, devolver a boa forma a alguns jogadores (Dudu, inclusive), precisando, talvez de mais uns três reforços- lateral-esquerdo, centroavante para suprir a lacuna quando Borja não estiver e mais um meio-campista: Moisés vai demorar para voltar e Guerra ainda está se adaptando.

Pelo menos, ao que parece, a estrela de Cuca brilha: ao fazer uma substituição improvável- a entrada de Thiago Santos, recuando Felipe Melo para a zaga- ele acabou dando ao time a classificação que já parecia perdida: foi  Thiago Santos o autor do gol, com a bola desviando em Danilo, quando o Inter vencia por 2 a 0 e estava todo recuado.

Ficou em 2 a 1, placar suficiente porque o Palmeiras vencera o primeiro jogo por 1 a 0. Bem ou mal, a garantia da classificação.

O Palmeiras, no entanto, continua devendo futebol. É bem possível, no entanto, que se acerte com o tempo.

]]>
23
O Corinthians, líder. E justiça a Fernando Prass http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/05/29/o-corinthians-lider-e-justica-a-fernando-prass/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/05/29/o-corinthians-lider-e-justica-a-fernando-prass/#comments Mon, 29 May 2017 04:04:50 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7770

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

1- O Corinthians é o líder do Campeonato Brasileiro. Tem quase tudo igual ao Cruzeiro: sete pontos,duas vitórias,três gols marcados, um sofrido, saldo de gols idêntico. Leio, no entanto, que um número pouco divulgado favorece os corintianos: em caso de desempate de números tão parecidos, entra o aspecto disciplinar, tendo o Corinthians três cartões amarelos e o Cruzeiro, seis. Nenhuma dessas equipes levou cartão vermelho.

Tudo isso serve como curiosidade, talvez apenas curiosidade, em um Campeonato longo, equilibrado e que ainda têm a serem disputadas 35 partidas. Até agora, foram apenas três.

Entre Cruzeiro e Corinthians, na rodada deste domingo, teoricamente a grande façanha foi a da equipe mineira, que venceu o Santos, na Vila Belmiro, por 1 a 0, gol de Thiago Neves. Não é fácil bater o Santos na Vila. Mas disse teoricamente porque jogando o suficiente, sem brilhos ou lantejoulas, o Corinthians ganhou do Atlético Goianiense, fora de casa, por 1 a 0, gol de Rodriguinho, após bela jogada de Guilherme Arana. E a vitória valeu três pontos, como a do Cruzeiro sobre o Santos.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2- Tenho o maior apreço pelo goleiro Fernando Prass, herói de tantas batalhas pelo Palmeiras, onde, na final da Copa do Brasil em 2015 até gol fez na decisão por pênaltis. Mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

Seria injusto, por exemplo, omitir que Prass falhou- e falhou mesmo!- nas duas últimas partidas de seu clube, no gol do Tucumán  quarta-feira passada e na derrota de sábado, diante do São Paulo, quando Prass errou nos dois gols. Ele mesmo falou “em bola defensável”.

Até aí, aconteceu mesmo, como já ocorreu com Gilmar dos Santos Neves, Iashin (o russo apelidado ” Aranha Negra”), São Marcos- do Palmeiras- e, creio com quase todos os goleiros das mais variadas épocas, de grande ou menor expressão. Registrar os fatos é, diria, uma obrigação.

Mas daí a exagerar na dose e ignorar créditos passados e recentes, não acho legal. Tudo bem que Prass vai completar 39 anos em julho e que as duas últimas partidas surpreenderam pela firmeza que ele sempre mostrou, atuando. Foram, no entanto, repito, duas partidas, que são quase nada diante de tudo que Prass já mostrou e o mínimo que se espera é por uma sequência de jogos, até para demonstrar se as falhas foram ocasionais, se indicam má fase ou alerta para o futuro.

Por enquanto, na minha opinião, elas simplesmente aconteceram. E creio que, por mérito, Fernando Prass terá a oportunidade-sei lá por quanto tempo- de mostrar que segue sendo o grande goleiro, quase sem falhas, de comportamento exemplar.

Por uma questão de justiça.

]]>
19
Lucas Pratto ganha o Choque-Rei http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/05/27/lucas-pratto-ganha-o-choque-rei/ http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/2017/05/27/lucas-pratto-ganha-o-choque-rei/#comments Sun, 28 May 2017 02:11:19 +0000 http://blogdoavallone.blogosfera.uol.com.br/?p=7763

Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net

Lucas Pratto foi o nome do clássico, do Choque- Rei: fez o primeiro gol, com um chute cruzado da direita, depois de lançamento de Marcinho: e fez a assistência para o segundo gol, marcado por Luiz Araújo, com chute cruzado da esquerda que passou sob o corpo de Fernando Prass:

Prass, aliás, foi a grande surpresa: quase sempre dono de absoluta regularidade, com boas atuações, desta vez, diante do tricolor, falhou no gol de Pratto e ainda mais no de Luiz Araujo. Ele, Prass, que já tinha falhado no jogo contra o Tucumán, errando o soco na bola no gol de Rodriguez. Estará ele, goleiro dos bons, entrando em má fase?

Embora sem exibir atuação deslumbrante, creio que o São Paulo mereceu vencer o clássico. Isso, em função de embora ter atuado com três zagueiros (Lucão, Malcon e Rodrigo Caio) ter procurado mais o gol, com mais velocidade, com mais ambição. O Palmeiras, no primeiro tempo, teve mais posse de bola, mais domínio, coisa e tal, mas acontece que nenhum dos goleiros- Prass e Renan- fez defesa importante, foi como se o tempo tivesse passado- ou parado- sem nada a fazer.

Já na etapa final, a movimentação pareceu diferente. E aos 16 minutos, então, o clássico pegou fogo: Marcinho fez lançamento perfeito para Lucas Pratto que, quase sem ângulo, emendou de direita, entre Prass e a trave. Com isso, o Palmeiras se aventurou mais ao ataque, Keno entrou no lugar de Guerra, e ao 22 minutos Jean teve a grande chance de empatar: em cobrança de pênalti- sofrido por ele mesmo- chutou muito mal, para fora, de maneira grotesca.

E o clássico foi seguindo, com o São Paulo adotando mais o contra-ataque, com Palmeiras errando bolas fáceis (Borja e Roger Guedes já estavam no jogo), quando Pratto lançou o veloz Luiz Araújo que, mais pela esquerda da área, chutou para marcar. Em nova falha de Fernando Prass.

No resumo da ópera, entre acertos e falhas, ganhou quem arriscou mais, o São Paulo. De quebra, manteve o tabu de não perder para o Palmeiras no Morumbi desde 2002.

O que, convenhamos, é considerável.

]]>
11