Blog do Avallone

Palmeiras alternativo: só um empate com o Audax

Roberto Avallone

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

E não se pode dizer que tenha sido injusto o empate do Palmeiras com o Audax, 2 a 2, nesta tarde de sábado, no Allianz Parque. É um time palmeirense alternativo, é verdade, tantos os desfalques; mas, convenhamos, os que jogaram fazem parte do elenco tão badalado e o Audax entrou em campo seriamente ameaçado pelo rebaixamento, como o lanterna (agora já não é), diferença que não se notou no futebol exibido.

Embora o Palmeiras tenha saído vencedor no primeiro tempo- pelo gol de Roger Guedes, mais uma vez o melhor da equipe- o Audax  jogou mais, teve maior posse de bola e desperdiçou pelo menos duas chances claras de gol. Pecava nas finalizações.

Na segunda etapa, o Audax acertou o pé: fez um gol, através de Betinho, com a bola furando as redes e depois de sofrer o segundo gol (marcado por Willian, que teve boa participação ao entrar no lugar de Alecsandro) soube construir novo empate, em belíssimo gol de Léo Arthur-no que ajudou a péssima cobertura do sistema defensivo do Palmeiras,surpreendido por contra-ataque da equipe de Fernando Diniz. Contra-ataque iniciado desde a área do Audax…

Vendo esse jogo é difícil entender a razão de o Audax estar tão ameaçado pela degola. Mas não vi os outros, a não ser os melhores momentos do jogo em que venceu o São Paulo, na estreia do Campeonato. Se jogasse sempre assim, seria diferente.

No Palmeiras- além dos desfalques, é claro-, acho que o time não encontrou ainda seu segundo volante (Tchê- Tchê é para jogar mais livre), que ataque e marque com eficiência. Situação agravada com a nova operação sofrida por Arouca, jogador que vem enfrentando problemas clínicos. E com a já lamentada ausência de Moisés, que vai demorar meses para voltar. Zé Roberto pode ''quebrar o galho na função'', Jean pode jogar por ali, mas talvez fosse o caso de pensar em alguém para o Campeonato Brasileiro e sequência- como se espera- na Libertadores.

O que o amigo acha?

Relembrando: com esse empate, o Palmeiras não assegurou no sábado a liderança geral do Campeonato. No domingo, quando o Corinthians enfrentará o São Paulo precisando vencer,ou na próxima quarta, quando um empate com a Ponte Preta  combinado com o favorável saldo de gols, a liderança poderá chegar.