Blog do Avallone

Destaques: gol de bicicleta, Gabriel Jesus, a nota do Palmeiras

Roberto Avallone

Foto: Mauro Horita

Foto: Mauro Horita

1- Ele tem 1 metro e 60, era até chamado de ''Pequeno Gigante''. Pois Hernandez, logo em sua estreia pelo Santos, no Pacaembu, parecia que estava em Barranquilla, onde vivia: à vontade, sem inibição. E foi assim que ele marcou um gol de bicicleta perfeita, o corpo parado no ar por alguns segundos- como fazia o maior executor dessa jogada sensacional, Leônidas da Silva. '' O Diamante Negro'', artilheiro da Copa do Mundo de 1938.

(Segundo a História do futebol, quem inventou essa jogada foi Petronilho de Brito: Leônidas a aperfeiçoou)

O Santos venceu a fraca equipe do Marrocos , 5  a 1. Mas Hernandez, com essa bicicleta ganhou mais: o moral necessário para enfrentar a concorrência do ataque santista.

Foto: AFP

Foto: AFP

2- Ele mesmo gostava de cantar o que a torcida palmeirense criou para ele:'' Glória. Glória Aleluia; glória, glória aleluia. É Gabriel Jesus''. Só que agora de Gabriel atravessou os mares e em uma partida e dez minutos de outra- não precisou mais do que isso- encantou a torcida do Manchester e também a imprensa inglesa.

Já tem até musiquinha para ele, com os torcedores do Manchester City cantando algo parecido com '' Jesus é melhor do que Rooney'' (este, badalado atacante do clube rival da cidade o Manchester United.

E curioso: para esse prestígio todo não foi preciso que Gabriel Jesus marcasse nenhum gol. Ele marcou sim, na primeira partida, mas o árbitro anulou. E na segunda partida, diante do Crystal Palace, fez a assistência do primeiro gol, sofreu a falta que originou o terceiro (cobrada pelo craque Yaya Touré) e ainda teve chance de balanças as redes, ao passar pelo zagueiro , driblar o goleiro…e escorregar na hora do chute, pois chovia muito naquele momento. Com granizo e tudo.

Como será daqui para frente? Ah, Gabriel Jesus terá de provar, provar, cada vez mais. Só que esse início fulminante com certeza irá ajudá-lo a transpor os obstáculos, ele que, desde o sub-17 do Palmeiras, sempre pareceu um predestinado.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

3-  O Palmeiras até merecia vencer a Ponte Preta, em seu último teste antas do Campeonato Paulista. Só que ficou no empate de 1 a 1, por ter desperdiçado várias chances de gol e por ter Rafael Marques cometido, no último minuto, um pênalti totalmente desnecessário, o braço aberto dentro da pequena área, com a bola sem oferecer nenhum perigo. O mais importante, no entanto, era avaliar como está o time para estrear no Paulistão. Bem, antes de mais nada, fazem falta jogadores de peso (que estiveram ausentes), como Mina, Moisés e Guerra. Até mesmo Keno, também ausente por contusão, pode abrir o jogo pelos flancos Por enquanto, pelo que se viu neste domingo , creio que Willian deva ser o centroavante por enquanto ficando Barrios (autor do gol) para o segundo tempo. Por enquanto, eu disse, pois acho que será necessária a contratação de um grande centroavante, titular absoluto, capaz de amenizar a perda de Gabriel Jesus.

Para as outras posições, há jogadores bons até de sobra. Os que estão aí darão conta do recado, desde que tenham um centroavante indiscutível.

Ah, a nota do time? Pelo jogo deste domingo, eu daria 6,5. Não é ruim, mas pouco para quem tem tantos sonhos a realizar.