Blog do Avallone

As revelações do Campeonato Brasileiro

Roberto Avallone

Sei que vai faltar gente nesta lista e torcedores irão reclamar da ausência de um ou outro jogador de seu time. Não importa. Escrevo sobre quem me vem à cabeça, num bate- pronto que prometo revisar ao final do Campeonato, até mesmo com a ajuda do amigo para refrescar minha memória:

1- Goleiro: de todos os jovens que vi em ação, o goleiro que mais me impressionou joga no América Mineiro, da Série B. Trata-se de Mateus, que roubou a posição de Neneca, logo no começo da competição. Na Série A, predominaram os experientes e até veteranos como, por exemplo, Dida.

2- Lateral- direito: Léo, do Atlético Paranaense, que marca bem e ataca com desenvoltura. Luís Felipe, do Palmeiras, também da Série B, tem muito potencial, é jovem (22 anos), mas precisa aprimorar os fundamentos. E sem esquecer Maike, do Cruzeiro, ótimo no apoio.

3- Zagueiros: ah, fico com Rodrigo Caio, do São Paulo, pela direita, e Dória, do Botafogo, pela esquerda. Belas revelações.

4- Lateral-esquerdo: com menção honrosa para Pedro Botelho, do Furacão, quem leva o voto de revelação no setor é Alex Teles, do Grêmio.

5- Volantes: como primeiro volante, por  indicação de um amigo com vocação de “olheiro”, fico com o menino Marcelo (17 anos), do Vitória, chamando a atenção, também, para Alison, do Santos.

6- Meias: Marlone, do Vasco, com seus dribles largos e que pode render mais no meio-campo do que no ataque; o outro, sem dúvida, foi Vitinho, do Botafogo, que até já foi negociado com o russo CSKA.

7- Atacantes: são várias opções, começando por Marcelo, do Atlético Paranaense, passando pelo habilidoso Otávio, do Inter e por Gabriel (o Gabi Gol) do Santos, indo até a uma surpresa que ainda precisa se tornar realidade: Rafael Ratão, da Ponte Preta, menino de 17 anos, que saiu do banco de reservas, em algumas oportunidades, para infernizar os adversários e ainda fazer gols. Ele será tudo isso?