Blog do Avallone

Mais um mau resultado do Corinthians, a justa revolta do Palmeiras e a surpreendente vitória do Flamengo…

Roberto Avallone

Foto: Fernando Borges

Deve ser uma fase. Até acredito que seja. Mas o Corinthians parece ter esquecido de como se faz gol, Pato não marca há dez jogos e o 0 a 0 diante da Portuguesa, no Pacaembu lotado, não deixou de ser amarga decepção para a Fiel torcida.

Afinal, a Lusa está na zona do rebaixamento e sua equipe está longe de ter os medalhões corintianos. Vindo de derrota para o Cruzeiro e dono de pífia campanha até agora, o Corinthians não teve uma chance de gol no primeiro tempo, melhorou um pouco no segundo- especialmente depois da entrada de Romarinho- o suficiente para mandar duas bolas na trave, uma com o próprio Romarinho e a outra, no último minuto, através de cabeçada de Gil.

Pouco, muito pouco para um elenco milionário como o do Corinthians. E um resultado gratificante para a Portuguesa, cujo único pecado foi ter recuado demais na etapa final, talvez por respeitar demais o adversário. Essa parada, devido à Copa das Confederações, talvez faça bem aos corintianos, esquecidos da força e da capacidade de fazer gols. E é bom momento talvez para reflexões. Tipo: Pato pode jogar como centroavante? E Romarinho não tem lugar nesse time?

A resposta está com Tite.

PALMEIRAS, A  JUSTA  REVOLTA.

Foto: Antônio Carneiro

Não se trata aqui das limitações da equipe, já conhecidas. Mas no jogo que não houve com o Sport, no alagado gramado da Ilha do Retiro, o que derrotou o Palmeiras foi um clamoroso duplo erro da arbitragem, comandada por Wagner Reway. E no último minuto: não houve o escanteio que originou o gol e, para marcar, antes do chute, o atacante Nunes ajeitou a bola com a mão esquerda.

A revolta tomou conta dos jogadores do Palmeiras (Márcio Araújo foi até expulso, depois da partida) e não posso lhes tirar a razão, pois não deve ser fácil enfrentar aquele gramado e suportar uma derrota causada por grotesco- e duplo- erro da arbitragem. Erro que não deveria passar em branco, com a devida punição que deveria ser aplicada pela Comissão de Arbitragem da CBF.

Mas que será que o Palmeiras irá brigar por esse seu direito?

E  NÃO  É  QUE O  FLA GANHOU?

Foto: Fernando Ribeiro

Não estou acusando e nem vivo o dia-a-dia do clube. Mas que surpreende essa vitória do Flamengo contra o Criciúma, fora de casa, por 3 a 0, no primeiro jogo depois da demissão do técnico Jorginho, ah, surpreende. Pode ser mera coincidência. E não é fato inédito em futebol, longe disso, pois quantas e quantas vezes, na saída de um treinador, clubes já reagiram e chegaram a façanhas memoráveis?

As causas, sinceramente, não sei.